segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Aos bons amigos

Que nossas almas não envelheçam na mesma velocidade dos nossos corpos.
Que a juventude não apodreça com o passar dos anos.
Que não se escondam atrás de rugas nossos sonhos.
Que o tempo nos permita viver sem pressa do que não se acaba.
Que seja eterna nossa vontade.
E infinita a nossa inquietação.
Porque agraciados fomos com uma mente que nunca há de dormir.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Sonda

E vai-se embora pelo espaço, como notas musicais dissipam-se no ar. Sempre tende a desfragmentar-se, como uma espaçonave que rompe a atmosfera.

Desacelera e gravita.

Navega silenciosamente no frio. No vácuo. Na mente.

Quem sabe se vá para voltar.

Quem sabe para nunca mais.