quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Doentio

Ele tem os olhos sonolentos de um assassino e o sorriso pretensioso de um psicopata.
Ele é um destruidor de corações. Ele é um centro de abate.
Ele vai te deixar para baixo, te fazer chorar e desaparecer, como tudo o que ele disse sentir.
Ele é um jogador, um enganador.
Ele é um palhaço.
Ele é como uma lâmpada fluorescente que atrai insetos. Ele é um campo magnético.
Ele é engraçado no início mas, como uma piada velha, se torna comum e sem graça.
Ops, tarde demais.
Melhor correr enquanto pode. Nessas ruas tortuosas... nunca se sabe.

Nenhum comentário: